Ídolos?!

Essa semana fomos, de certa maneira, surpreendidos.

Guilherme, ex-atacante atacante cruzeirense, por muitos anos em nossa categoria de base, que ajudou a levar para a Toquinha o primeiro título da Copa São Paulo, campeão mineiro com a camisa celeste em 2008 quis declarar morte ao seu lado masculino e foi para o lado rosa da lagoa.

Deixando as brincadeiras de lado, muitos cruzeirenses ficaram revoltados com essa escolha desse jogador, mas ah… acho que foi uma boa escolha para ele, que é um jogador novo e estava perdido em meio àquela terra onde os brasileiros mal sabem soletrar o nome do time em que ele jogava.

Entendo a revolta da torcida cruzeirense, ver quem gritávamos o nome e comemorávamos gols contra o mesmo rival que agora o abrigará é ruim. Mas… é o futebol.

Guilherme nunca foi um ídolo da torcida cruzeirense, assim como Leonardo Silva também não. Cito apenas esses dois porque foram os que nesse inicio do ano mais falaram sobre a mudança pro time de lá.

A meu ver, a torcida deveria parar de criar ídolos instantâneos, não é só um título que consagra um ídolo, mas as suas palavras, atitudes, o respeito, a postura e a raça ao defender o manto celeste.

Culpar a diretoria do clube por não ir atrás desses jogadores antes que o Atlético fosse atrás também é meio babaquice. O Guilherme é um atacante de fora da área e nesse momento temos dois jogadores em excelente fase disputando a titularidade. Dois jogadores que rondam a artilharia das duas competições que participamos, entre elas, a de maior importância das Américas.

Lamentar que o Guilherme esta indo pra lá por quê? Temos o melhor ataque do Brasil, o melhor da Libertadores da América. Guilherme pra que?

Revolta como essa foi na ida do zagueiro Leonardo Silva para lá… Ele não queria ficar, enrolou demais para renovar o contrato. Todo mundo acompanhou essa novela chata… detonaram o Cruzeiro pela falta de insistência, falando que assim iríamos cair, que era o melhor zagueiro, que agora eles teriam a melhor zaga do Brasil e blábláblá.

Três meses depois, cá estamos com a melhor zaga da Libertadores e do Campeonato Mineiro, sem Leonardo Silva mas sim com Victorino, Gil e Leo. Pra que Leonardo Silva mesmo? O qual agora esta comendo banco pra Werley???

Lembram o que eu escrevi sobre a saída dele pra lá?

Vamos parar de criar ídolos instantâneos! Podem ser grandes jogadores, mas fazer essa revolta toda por eles, não vale esse tempo gasto. Eles são profissionais, pagos para exercer essa profissão. Identificação com um clube não se ganha apenas por um título… fazer o que? É o futebol ue. Aceitem! Beijar um escudo é fácil demais, expressar o verdadeiro significado desse gesto que é difícil.

Grandes jogadores que eu admiro dentro e fora de campo que honraram a camisa do Cruzeiro pra mim são: Alex, Sorín e Edu Dracena (sim, ele mesmo!) dos que eu vi jogar, é claro.

Esses eu acredito que pensariam muito se trocariam uma história que teve no Cruzeiro apenas por dinheiro pelo lado de lá.

Luciana

Anúncios

15 respostas em “Ídolos?!

  1. Lú, você falou tudo!
    Guilherme também nunca foi meu ídolo.
    Essa coisa de considerar qualquer jogador que faz gols, principalmente nas frangas como ídolo, é coisa de uma geração mais nova, mais imediatista.
    Ídolo não se faz da noite para o dia. Tem que ter muito mais, dentro e fora de campo.
    Bons j0gadores, temos aos montes e, sim, podemos admirá-los. Mas ficar revoltado por ele ter ido para o lado rosa, é demais!
    Quanto ao caso Leonardo Silva, eu me estressei muito, mas não pq o considerava ídolo. É

  2. (cont) É que eu o via como o melhor dos nossos zagueiros, e aquela novela que ele fez, usando até a perda do seu bebê para enrolar o Cruzeiro, fugindo da imprensa, foi digna de um mau-caráter…
    Antes tivesse falado a verdade logo.
    Minha avó sempre dizia, e minha mãe também diz, que quem fala a verdade não merece castigo.
    Concordo, mas vou além: Quem fala a verdade pode até nos deixar com raiva, ou até merecer o castigo, mas é digno de respeito.
    E isso serve para o Guilherme também, que mentiu para a Nação Cruzeirense.
    ABS!

  3. A ida do Leonardo Silva eu não me importei. Confesso que fiquei revoltado com a ida do Guilherme. Não por ele ter sido ídolo aqui, pq isso, nunca foi. A torcida tinha um carinho especial com ele, apesar de tê-lo vaiado bastante antes de sua saída para o exterior. O que me revoltou foi o cinismo e a atitude dele com certos cruzeirenses que iam ao seu twitter questioná-lo. Ele chegou a dizer que não estava negociando, chegou também a dar respostas ríspidas em alguns… e teve a cara de pau de dizer que não voltaria por dinheiro ao Brasil. Mas, pensando bem, ele merece ir para lá. Mesmo tendo dito, quando saiu, que queria voltar ao Cruzeiro, o lugar que ele merece é o lado fresco da lagoa mesmo! Como acontece com TODOS os que se afrescalharam, vai desaparecer para o futebol… Será vaiado em menos de 5 jogos, ficará ‘sem lugar’ e será negociado antes do final do ano… anotem…

    • Por isso que escrevi:

      “A meu ver, a torcida deveria parar de criar ídolos instantâneos, não é só um título que consagra um ídolo, mas as suas palavras, atitudes, o respeito, a postura e a raça ao defender o manto celeste.

      Onde que o Guilherme se encaixaria nessa? Respeito? HA!

      E isso não apenas quando esta com essa camisa, mas em qualquer lugar que esteja

  4. Finalmente algué resolveu falar isso. É ridículo no Brasil ver como que alguns se tornam ídolos facilmente. Em Minas e no Rio Grande do Sul se o cara faz gol em clássico já vira rei, se comemora provocando a torcida adversária, nunca mais é esquecido!
    Tá na hora de mudar isso né… Guilherme ídolo? O Alex é o quê então, o Papa? E sobre a vinda dele pro galo: era melhor voltar pro Brasil onde ele pode aparecer ou ficar num país completamente diferente e totalmente esquecido pelo mercado?

  5. Disse tudo Luciana!!

    O Guilherme não tem a metade da história que o Alex e Sorin tiveram!! Ídolos descartáveis no futebol atual existem vários. A torcida deve entender hoje o que conta é o dinheiro e ponto!!A torcida é movida pela paixão e os jogadores, dirigente pelo amor ao dinheiro dinheiro!

  6. Aeeew, Lu! vc suas palavras exalam prudência! concordo com vc, eu nem ligo, sabe quer jogar no time das frangas joga, mas não reclamem se cair no esquecimento, jogar em um time zicado, e sem expressão?? o ídolo como a palavra sugere é uma imagem, ou figura, a palavra latinizada, vem do velho grego “eidolon” então exigem sim uma “fabricação” a partir de uma real identificação com a história do clube, ou cultura, para ser ídolo, se identificar com os projetos e sonho daqueles que vão imortaliza-lo. e repito, quer jogar no lado rosa, joga, mas não reclama do esquecimento e nem da gozação que vai vir de brinde! se merece ser exaltado ganha os céus, mas se merece ser receber criticas não poupamos a língua a torcida azul é assim, exigente e franca.!

  7. @@@@@ CARA LUCIANA , MINHAS CONDOLENCIAS PELO FALECIMENTO DA SUA VOVO……….. COM CERTEZA AGORA ELA DEVE ESTAR COM DEUS E CUIDANDO DE VC ( DEVE ATE ESTAR FALANDO : LA VAI O CHATO DO FRANKMINERO ENCHER O SACO DA LUCIANA ) …….. PEZAMES SINCEROS DO GALINHO Q MAIS GOSTA DE APARECER POR AQUI …. @@@@@@@

      • @@@@@@ YESSSSSSSSSS !!!!!!!!!!!!!! E OBRIGADO PELA ” HOMENAGEM ” FEITA A MINHA PESSOA NA PAGINA ” AOS GALINHOS ” ………… VI E REVI VARIAS VEZES ………. RACHEI O BICO……….. MAS , AINDA Q NUMA PAGINA , SEGUNDO VC , ” DESTINADA A NOSSA INSIGNIFICANCIA “, PARA MIM E SEMPRE MOTIVO DE FELICIDADE TER MEU NOME LIGADO A MINHA PAIXAO : O GALO…………….

  8. Pois é… a Lubuá fala tão fácil, tão claro, tão no ponto e sempre, que fica até redundante comentar; mas vamos lá:

    Realmente o Guilherme foi bem na sua passagem pelo cruzeiro, mas como ela disse: nunca foi um ídolo, apenas nos dava alegrias imensas quando metia gols nas rosanas veronetes. De certa forma, apesar da torcida clamar um atacante, eu de fato não acho que precise não, pois o ataque mais positivo é nosso, até agora. Mas, vamos ver então: Ele foi pro galo. É, ela falou, é chato ver um que fez tantos gols neles do lado de cá, ir pro lado de lá, mas realmente, a proposta foi boa e lá na Ucrania ele tava comendo banco. Que ele seja feliz por lá, com a torcida deles, e se prepare pra ouvir desaforos por parte da nossa. É natural.
    Agora, o caso do Léo Silve, sim, é um caso de mau caratismo sem tamanho. Eu acho. Achei que íamos penar na zaga sem Léo Silva, mas eis que há males que vem pra bem, e perdemos um bom zagueiro (mau caráter, mas bom zagueiro) por um ÓTIMO zagueiro, e bom caráter (viram ele pedir dispensa da seleçao uruguaia pra jogar na LA? pois é)… Nem sinto mais falta do Leo Silva… Ele que se foda do lado rosa da lagoa.

    ídolos… bom, vamos lá… as frangas chacotinhas nacionais tem essa carência natural: formar ídolos instantâneos, mais instantâneos do que mingau de aveia quacker. Basta o cara fazer 3 gols num jogo ele é o ídolo da MASSA (fecal)… ai ai ai… Exemplo disso é o Flanelinha mór maquiado, que arrotou amores pela MASSA e tá lá na casa do caralho por uns dolarezinhos a mais (e ainda diz que quer voltar, iludindo os mais iludidos torcedores do brasil… oh dózinha, gente)… Tem tantos ídolos formados como mingau de aveia lá em vespasiano que dá dó mesmo. Todos vão prá lá, e vão embora sem títulos, viram ídolos por um ou outro golzinho, comemoraçao zoando o cruzeiro ou qq bobagem dita na imprensa…

    Agora, o que as frangas tem vontade mesmo é de ter um jogador ao nível de Sorín (que sozinho, em pouco tempo, levou mais gente ao estádio pra sua despedida do que pelo jogo comemorativo do centenário das frangas), do Alex (que hoje, no twitter provou mais uma vez o que é fazer HISTÓRIA em um clube, e ser querido eternamente), e claro, citando o maior ídolo de todos nós, na atualidade, do quilate de Tostão, Raul, Piazza e outros: o grande goleiro e grande ser humano: FÁBIO, que já negou várias propostas pra fazer nome, fazer sua história, colocar seu nome gravado na memória, em lápides, homenagens e estátuas ali na toca da raposa…

    Ah, somos assim, os cruzeirenses: temos ídolos reais, que respeitam o clube, e não somos iludidos como a MASSA (fecal) preta e branca, que com qualquer tardelinho já fica em polvorosa…

    enfim… falei demais, mas… como a Lubuá falou: GUILHERME NUNCA FOI ÍDOLO POR AQUI. Foi sim um bom jogador, e que ele tenha sorte (o que é pouco provável) no lado de lá e não caia no ostracismo, como tantos que pra lá vão.

    É isso.

  9. Oi Luciana,
    como prometido, estou aqui comentando sua coluna. Atravês do Twitter, manifestei meu descontentamento sobre a atitude do Guilherme, um jogador que nunca foi ídolo, mas que havia conquistado boa parte da torcida por suas atuações decisivas em clássicos. Dai a alcunha de depenador-mor.
    Muitos criticaram minha postura pois para esses, o dinheiro tem que falar sempre mais alto. E no futebol, cada vez mais profissional e capitalista, já não há mais espaço para romantismo. Mas muitos se esquecem que no futebol existem fatores que não podem ser mensurados em euros, entre eles a torcida, que é exclusivamente movida a paixão. Poucos jogadores reconhecem isso e criam uma identificação que vai além do retorno financeiro.
    Vc não compra uma história num determinado clube. Vc conquista.
    E é por isso que devemos valorizar esses caras. Pois quando um Alex vem a público dizer que nunca vai defender as cores do CAM, uma chama de esperança acende no meu coração, me fazendo acreditar que no futebol ainda existem determinados valores. Que ainda existe paixão.

    SC

    • A paixão agora só existe por parte da torcida no futebol. (mesmo que tenha uns brutamontes que achem que paixão é não ter rivalidade e ter que matar os adversários ¬¬)
      Mas por parte de jogador, a paixão é rara… e os que a possuem, são eternamente ídolos. =D

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s