Não, o ano ainda não acabou! Cruzeiro sempre!

Eu vi um Cruzeiro guerreiro em campo hoje!

Eu vi! Fiquei triste demais com o resultado, mas eu vi o Cruzeiro que sempre amei. Não aquele derrotado, mas o que teve que enfrentar agressões, contusões e erros de arbitragem – e quem sabe até macumba? Poderia ser mais guerreiro sim, mas ainda assim sempre ser’a o Cruzeiro que eu amo!

O Once Caldas infelizmente ainda foi superior, mas isso é o futebol.

Ah… quer saber? Só estamos sentindo isso porque confiávamos demais nessa equipe, vimos um ótimo futebol nesse inicio de ano e temos que lembrar que o Brasileirão esta ai. Onde as catastrofes de uma noite assim não mudam tanto no final do campeonato.

É pior para o cruzeirense que as outras eliminações anteriores porque sabíamos que tínhamos uma boa equipe. E, mais uma vez, não podemos esquecer q isso vale muito em em pontos corridos.

TODOS temiam o Cruzeiro e colocavam ele como favorito pelo que apresentava, TODOS! Rivais, jornalistas e torcidas do Brasil, alguns vão falar que “não e blablabla” mas sabem que isso é verdade.

Os que agora ficam rindo da nossa cara são os mesmos que ontem temiam e continuam a temer. E se o Cruzeiro volta a jogar como antes?

Ontem estavamos sem 3 atacantes titulares, com 2 jogando machucados e ainda tivemos um gol mal anulado. Sei que não é desculpa, mas não deixa de ser verdade.

Eu sempre digo que não se pode declarar campeões ou derrotados antes da hora. Mas quem ri agora, ria antes de nervoso.

Falei no último texto do blog:

Mas também não quero que esse Cruzeiro seja venerado.

Uma equipe só ganha o devido reconhecimento após conquistar o título. Não quero me lembrar dessa equipe apenas como “aquela boa de 2011”, mas sim como “aquela equipe campeã de 2011”.

[…]

Futebol é assim: um dia podemos ter o Montillo mal, Fábio desligado, Victorino lento, Roger chinelinho…  Apesar de não querer isso de forma alguma, isso infelizmente pode acontecer.

Até que aquele jogo foi bom para mostrar à torcida que manter um bom nível durante vários jogos é complicado e a queda de rendimento pode acontecer. É o futebol, minha gente!

Não coloquem a faixa de campeão antes da hora, nem joguem a toalha dizendo que não dá.  Não há vitoriosos, nem os derrotados antes da hora. Esperem cada jogo acontecer… pois esse esporte se chama futebol.

Eu tenho orgulho de ser cruzeirense e sempre terei e disse no twitter logo após o jogo:

[…] Mas como eu digo.. é o futebol! Esporte filho da p*! Por que você é uma caixinha de surpresas? Vai caçar quem te queira!

Eu não terei vergonha de ser cruzeirense em nenhum dia da minha vida, mesmo que alguns resultados peçam o contrário, porque o Cruzeiro do Sul no peito já foi testemunha de muito mais glórias.

Não desanimarei nunca, Cruzeiro sempre!

E outra coisa minha do twitter depois do jogo:

E atleticano, vai pra p**! Se entenda com o Prudente antes de querer falar um “a” sobre o Cruzeiro. Grata!

Vou indo tentar dormir.

Anúncios

5 respostas em “Não, o ano ainda não acabou! Cruzeiro sempre!

  1. Na copa de 1982, o Brasil praticava um excelente futebol. Em campo proporcionava espetáculos, daqueles de encher os olhos do torcedor. A torcida estava entusiasmada com o time. Porém, o Brasil fora eliminado precocemente da copa.
    Hoje faço força para me lembrar do futebol feio campeão em 1994 e 2002. Mas aquele de 1982 insiste em ficar na minha memória. É para sempre!
    O título da Libertadores 1997 estará para sempre na sala de troféus do Cruzeiro. Mas na minha memória o que ficará é o belo futebol de 2011.

  2. O Comentario do “Quasar” foi bom e ao msm tempo triste.. infelizmente o Cruzeiro foi vitima do que se chama mata mata, um time como esse? jogando a bola como tava? ser eliminado assim? É igual o Brasil de 82 msm..

    Belas palavras do blog, irei acompanha sempre agora…

    abraços e “boa” noite

  3. @@@@ Nobres Cruzeirenses Quazar e Zé , prazer me dirigir a vcs ….. sou o “galinho ” de estimaçao do blog , rs ….. acreditem em mim …… sei perfeitamente como se sentem , já passei muitas vezes por isso …… a derrota de ontem é realmente daquelas derrotas com honra …. não faltou raça …… me lembrou muito o Galo de 1977 e outros …………. só nao deixem a tristeza influenciar no julgamento , podem acontecer injustiças ……. esse time de vcs é muito bom , mas vcs ´ja tiveram timaços ( o da libertadores de 1976 , por exemplo ) que se jogassem entre si , esse atual perderia …… , e sobre o de 1997 , ele fez com certeza vcs muito felizes , e mais ,deu uma taça pra vcs esfregarem nas nossas caras , rs …… sobre a inesquecível seleçao de 1982 , só não foi campeã porque nao tinha um centroavante a altura do resto do time , seria o grande Reinaldo , o maior de todos , que lamentavelmente , novo ainda , já estava com os joelhos estourados de tanto levar porrada dos flamalditos o time do demonio , em 1980 e 1981….. ………………… Respeitosas saudaçoes Atleticanas , já com o friozinho na barriga que antecede ao Clássico …….

  4. Eu não vi um time de guerreiros ontem. Vi totalmente o contrário disso. Vi um time apático, desligado, que errou passes bobos e que não lutou devidamente para segurar essa classificação. Uma pena, uma lástima. Estaríamos nos preparando para o próximo jogo contra o Santos. Ou quem sabe, talvez seja isso, o motivo pela tanta desatenção de ontem. Salto alto.

    • Você não entendeu quando disse guerreiros no texto.

      “Não aquele derrotado, mas o que teve que enfrentar agressões, contusões e erros de arbitragem – e quem sabe até macumba? Poderia ser mais guerreiro sim, mas ainda assim sempre será o Cruzeiro que eu amo!”

      Nessa quarta teve um futebol atípico, Paraná errando muito, Henrique – depois que levou a pancada – jogando no esforço. Pablo jogando mal prq voltava de contusão sem ter quem o substituísse. E Roger sendo expulso por dois amarelos com dois carrinhos, sendo que antes nem isso ele fazia.

      Eu reconheço que é um time de guerreiros não por um jogo, mas por toda a trajetória. Ontem me deu um aperto no coração quando deram um zoom no rosto do Henrique quando mexiam no supercílio dele. Estava com o rosto tenso, não o Henrique que eu conhecia. Olhando o contexto do jogo, eu reconheço que foi aguerrido e até sem sorte, em um dia que Rentería cismou em jogar demais. Deu no que deu, futebol.

      O Cruzeiro desde o inicio foi intimidado, tem que trabalhar o psicológico deles. Não creio que tenha sido salto alto, mas sim, nervosismo por ver que o Santos passou, pela pressão que sentia por colocarem como favorito e pela baixa dos principais atacantes. Eu não jogo essa equipe no lixo de forma alguma, é um excelente elenco. Apenas trabalharia mais o psicológico com situações que podem acontecer.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s