Br’11 – Cruzeiro 1 x 1 Palmeiras

Com gosto de tudo, menos de empate.

Gil em uma disputa com Marcos, os dois fizeram uma boa partida.

Dizem que empate pode ter gosto de vitória ou de derrota, mas esse de hoje foi indescritível. Bom porque saímos perdendo no placar, ruim porque foi dentro de casa e muitas chances claras desperdiçadas. Mas ah… o gosto de revolta foi muito superior.

Que isso Cruzeiro?! Nos últimos 5 jogos, apenas uma vitória? Tem como voltar a ser o Cruzeiro de verdade?! Agora é proibido falar que é favorito ou possui um time bom?

Então ta… falemos que vocês são ruins e o status de favorito foi pro espaço a fora, assim vocês vão querer ganhar?

Não, esse não é o Cruzeiro. Favorito já não é faz tempo, porque favorito é quem ganha ou ao menos joga pra ganhar e esse Cruzeiro ai esta longe disso.

O primeiro tempo foi até um jogo bonzinho. De 1 a 10, nota 7.

O Cruzeiro teve que se adaptar a um novo esquema de 3 atacantes, com Wallyson e Thiago Ribeiro simulando os pontas e Brandão de centroavante. Thiago e Wallyson até que conseguiram jogar bem, mas faltava acertar o passe final e o Brandão saber dominar a bola e aproveitar as chances.

Brandão tem características de um bom centroavante, se posiciona bem, busca sempre o gol, porém deve se acostumar ainda com o jeito do Cruzeiro jogar, um jeito menos “brucutu”, que não apenas espera receber, mas que também ajuda.

No segundo tempo, Cuca tirou Brandão e apostou no jovem Anselmo Ramon, que em sua estréia já vinha deixando uma péssima imagem ao erra um gol que a bola sai devagar pra linha de fundo só para ver alguém colocar as mãos na cabeça, prender a respiração e falar mal até a última geração.

O segundo tempo foi bem pior que o primeiro, o Cruzeiro errava e o Palmeiras também. E erravam muito mesmo, de pelada digna de sono pesado. O Cruzeiro até conseguia pressionar (e errar) um pouco mais, mas se quem não faz toma, Palmeiras deu a lição e Luan acertou um belo chute abrindo o placar.

Cuca teve que mexer novamente e tirou Thiago Ribeiro para dar lugar a Ortigoza, que também criou várias chances, mas nenhuma aproveitada. Em uma assistência do paraguaio, Gilberto também não colaborou.

Mas ainda bem que do Inacreditável Futebol Clube se salvou um jogador. Anselmo Ramon completou um escanteio e salvou um ponto para o Cruzeiro.

E o goleiro Marcos? Precisava jogar tanto assim?! Ahhh…

Gostei do Anselmo Ramon, acho que com o tempo, ele irá se adaptar bem ao Cruzeiro. Precisamos de esforços, nas laterais principalmente. Não tem como ficar improvisando o Paraná pra sempre.

Ainda estamos na segunda rodada, mas de ponto em ponto se perde um campeonato. Já foram 5 por ralo a baixo! Se o Cruzeiro não se acertar e querer jogar para ganhar, cabeças deverão rolar logo, logo.

E uma, especificamente, parece estar na corda bamba.

Acorda Cruzeiro!

Luciana

Anúncios

Uma resposta em “Br’11 – Cruzeiro 1 x 1 Palmeiras

  1. É Lu… eu não vi o jogo todo, apenas o finalzinho quando o Cruzeiro empatou.. e não gostei do que vi.. os mesmos erros e problemas.
    vamos ver se melhora daqui a frente.. o time inteiro parece que se esqueceu como se joga futebol, nem em pelada de rua eu vejo tantos erros assim!

    abraços!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s