21:45

Sabe aquelas quarta feiras que você chega em frente a TV e se pergunta: e então, a novela acabou pra começar o futebol?
Pois é Cruzeiro, essa pergunta agora é pra você: As novelas acabaram? E agora, vão começar a jogar futebol?

Ah não… Essa novela “Cruzeiro – temporada 90” já está bem cansativa.

É jogador pedindo cadeira cativa ali, treinador quase entregando cargo aqui, insinuações, traições, esperanças, expectativas, ilusões, momentos bons e agora uma fase ruim que está custando a passar.

Não exijo nenhum final feliz (apesar de que seria bem vindo), apenas que escrevam logo o final porque para o futebol começar, a novela tem que terminar. Só em canais de baixa audiência que passam novelas nesses horários e não, Cruzeiro, você não é pra baixa audiência e muito menos para zona de rebaixamento!

Apesar da palavra “elenco” servir para novelas e times de futebol, eu quero que o nosso saiba gastar sua energia fazendo o que sabem de melhor: jogar futebol. Não quero apenas que façam de si personagens para interpretar alguém que vista a camisa celeste e se acham bons, mas que saibam o significado de honrar aquela camisa, ser bom e sempre tentando ser o melhor.

Temos um bom elenco. Não creio que tenha sido apenas obra do acaso as ótimas campanhas no Campeonato Mineiro e na Libertadores. Os gols (e goleadas) saíram não por mera coincidência, mas com grande dose de competência.

E o diretor também não pode apenas ficar sentado na cadeira dizendo aos seus súditos o que deve ser feito, pois elenco bom nós temos, mas pode ser ainda melhor. Temos alguns jogadores que se contentam apenas em ser personagens bons, mas não se empenham em ser jogadores melhores.

Que o Cruzeiro tem um bom elenco, boa estrutura e um técnico que sempre tem um time elogiado pela forma de jogar é fato para nós, meros expectadores. Aliás, não apenas expectadores. A torcida do Cruzeiro tem feito seu papel de cobrar pelos melhores resultados e age de uma forma, digamos, estranha.

Como por exemplo, como pode querer ser o melhor sem nem se preocupar com as “conseqüências” disso? Não te entendo, torcida. Reclamou e vibrou pelas convocações (ou falta delas) dos jogadores celestes ao mesmo tempo!
Lembram que em janeiro diziam que o Cruzeiro tinha time para ser rebaixado, e de repente, em uma Libertadores era o “Barça das Américas”? Bom se decidir e saber argumentar sobre seus posicionamentos, né?!

Esta na hora de todos encararem a vida real. Dar entrevistas subjetivas, dizer que vão se recuperar e apenas acreditar em ideologias não leva mais pra lugar nenhum se não colocar (logo) em prática o que diz. Novela é ficção, futebol já é a vida real.

Já perdemos 10 pontos esse ano no Campeonato Brasileiro, com apenas 2 conquistados. Sabe o que isso significa? São os mesmos dois pontos que precisávamos parar sermos campeões no ano passado em quatro rodadas desse ano. Será que 10 pontos não farão diferença?

Não vai adiantar só interpretar um time, uma torcida, um campeonato. Afinal, o Cruzeiro tem a sua história marcada por páginas heróicas imortais, não por novelas para mortais. É bom acordar pra vida real… e ela começa as 21:45.

Luciana Bois não quer mais assistir o Cruzeiro em formato de novela.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s