Que desistam!

Me disseram que fui atleticanizada.

Pois bem… Vamos deixar pra lá esse time do Cruzeiro!!! Quem disse que esse elenco limitado pode conseguir alguma coisa? É ser atleticanizado demais acreditar em uma vitória e que esse time pode sair dessa.

O Perrella acabou com nosso ano, vendeu quem não devia vender e justamente na hora que não podia vender. Pra que ter esperança em algo que tudo indica que já era?

Vamos ver esse Cruzeiro de 2011 que não merece carregar essas cinco estrelas no peito cair de uma vez, sofrer à toa é burrice. Ter esperança em algo que nem se importa por ter 8 milhões de torcedores a sua volta é uma atitude, no mínimo, idiota. Anselmo Ramon, Farías, Keirrison ou Wellington Paulista fazendo gol? Mais fácil eu entrar em campo e cavar um pênalti. Depender deles? Já era.

Mas não consigo, eu não sou assim. Eu não sou atleticana em achar que meu time é maior do que dizem não ser, mas como cruzeirense, eu tenho certeza que é imensamente maior do que muitos, principalmente grande parte da imprensa mineira, levam a crer.

Atleticano é iludido, é aquele que acha que estar em 14º na tabela, em frente ao seu rival é motivo para soltar fogos de artifício. Eu não sou assim, eu não ligo se o rival está a frente do meu por um instante. Eu acredito em um clube, que apesar de estar com um elenco super limitado, tem na sua história a conquista de uma Libertadores em que muitos diziam que já estava eliminado na primeira fase e que aos 45 do segundo tempo, virou um jogo sobre um grande adversário e garantiu mais um título da Copa do Brasil, enquanto outros só possuem uma estrela na camisa em toda sua história.

Para mim, aquele que desacredita é apenas um que, apesar de torcer para queimar a língua, fica aguardando que o pior aconteça só para falar “eu já sabia” e sair com o nariz em pé, mas sabendo que a alma está fraca. Prefiro ser uma cruzeirense que torce, sofre, chora, acredita… do que aquele torcedor que desiste a cada turbulência só pra exibir como um troféu que nunca foi iludido.

Eu sei que muitos que estão em campo não merecem todo esse crédito que estou dando, mas infelizmente ou felizmente, são eles que estão em campo e que deveriam e devem fazer tudo que é possível dentro das quatro linhas para tirar esse time desse buraco.

Se me acham atleticana, eu não me importo, se vocês querem desistir, que o façam sozinhos. Se quiserem virar as costas para o time, que vão embora. Mas deixo claro que até no raio que o parta eu serei Cruzeiro.

Chorar sobre o leite derramado xingando dirigentes irresponsáveis por ter feito a merda que fizeram, já não leva mais a lugar nenhum. Não tem como contratar até o final do ano e nem tem como esperar que o salvador da pátria apareça. Somos agora o que temos e com esses nomes somos obrigados a conquistar essa batalha.

Eu gostei do Cruzeiro do primeiro tempo que vi contra o Botafogo, aquele Cruzeiro não cai.

Se você acreditar no contrário só pra falar um “eu já sabia”, eu só lamento. Mas depois não venha usar o nome do Cruzeiro para exibir as suas glórias. Ser torcedora e cruzeirense é como um casamento para mim: prometo ser-te fiel, na alegria e na tristeza, na saúde e na doença.

Luciana Bois sabe que nem a morte os separa, pois ser cruzeirense é questão de alma.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s