Agigantar-se

Com certeza absoluta essa é a coluna mais difícil de escrever.

Minha missão é complicada como torcedora, não vim pra ponderar meus sentimentos, ser racional ou o sei lá. Faço engenharia, não jornalismo ou alguma coisa do tipo… minha função aqui é ser torcedora e nada mais. Mas já não sei mais se quero gritar, chorar, xingar, comemorar, correr ou desaparecer.

Comemoração da Copa do Brasil 1996

Tenho vontade de chorar ao pensar no pior, mas de gritar de alívio ao pensar no melhor, porque sei que serão 90 minutos que ficarão marcados pra sempre em minha vida, assim como tantos outros jogos foram eternos. Por bem ou por mal.

E pensando bem, é verdade que time grande não cai. Mas esse time que esta em campo (não estou falando das 5 estrelas que eles levam no peito) foi pequeno por muito tempo nesse campeonato e por isso que tudo é possível – inclusive a queda – neste domingo. Encaremos a realidade: é verdade sim que time grande não cai. Mas basta que queiram ser grandes para evitar o triste final.

Quando o juiz apitar o inicio do jogo, farei como faço sempre: encararei a bola e pedirei ao meu Deus para que aqueles jogadores joguem o que já fizeram muito bem. Sim, isso é verdade!

Sabem o Rafael? Já segurou a pressão do time da casa em duas finais de competições nacionais quando era da base e esse ano assegurou um empate ao defender um pênalti do badalado Marcos Assunção.

Vítor? Em 2008 ganhou o prêmio de melhor lateral direito do Campeonato Brasileiro.

Léo? Então, ele foi considerado em 2010 – que poucos lembram que o Cruzeiro foi vice-campeão brasileiro – pela própria torcida cruzeirense o melhor zagueiro do elenco como há muito tempo não se via.

Victorino? Foi o zagueiro titular da seleção que ficou em terceiro lugar na Copa do Mundo ano passado.

Sabem o Diego Renan? Em 2009 foi o terceiro melhor lateral esquerdo do Campeonato Brasileiro com apenas 20 anos.

Fabrício? Um dia a torcida o chamou de ídolo.

Roger? Decidiu um clássico em seu primeiro jogo pelo Cruzeiro.

Sabem o Charles? Fez parte de um dos melhores meio-campos que o Cruzeiro teve nos últimos 10 anos com um quadrado mágico que encantou o campeonato brasileiro de 2008.

Conhecem o Elber? Foi considerado uma das maiores revelações dos campeonatos juniores.

E o Wellington Paulista? Um dia foi o “Wellingol” e decidiu uma importante classificação do Cruzeiro para uma final de Libertadores dentro da casa do adversário lotada.

Sabem o técnico Vagner Mancini? Ele dirigiu uma “carroça desembestada” que atropelou o “mengão sem freio” esse ano ainda.

Além disso tudo, ainda temos uma camisa, que não joga bola, mas já foi testemunha de milagres, de feitos antes ditos impossíveis e de uma história contada por emoção, por amor, por nunca desistirem.

Gol de Emerson sobre América que garantiu tricampeonato em 1960

Sabem pra que estou falando isso? Que o futebol tem memória curta. Não quero iludir ninguém e mascarar a péssima campanha e tantos jogos terríveis que esses jogadores fizeram, mas mostrar que se um dia eles já foram decisivos, seja como melhores por um instante ou por um campeonato inteiro, eles podem ser bem maiores/melhores do que vinham sendo.

Se isso tudo um dia aconteceu, certamente poderá acontecer novamente. Meu único pedido para domingo é para que joguem, confiem, enfim: acreditem neles mesmos.

Não importa mais a corneta, o xingamento, o choro, a raiva, se você confia como torcedor ou não. Agora dependemos desses caras. Não escrevo mais para que nós torcedores acreditemos, mas para os próprios jogadores acreditarem neles mesmos. Nossa opinião de torcedor já não vale mais nada, mas a nossa torcida pode valer muito. Se um dia esses homens chegaram a ser admirados, certamente poderão ser novamente. Não fizeram jus à nossa confiança por maior parte do tempo, mas poderão fazer nos 90 minutos seguintes ao apito inicial naquela Arena, que certamente ficará marcado pela vida deles e nas nossas lembranças.

Mas se querem ficar lembrados por bem ou por mal, agora são eles que decidem.

Luciana Bois acredita no Cruzeiro

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s