Com raça, mas e a vitória?

Publicado por  em qui, 16/08/2012 em Crônicas

Design Guilherme Prates

Por Luciana Bois

futebol é uma caixinha de surpresas, mas depois que acontece, é quase uma coisa exata, mesmo que às vezes apelamos para o “falta de sorte”.

Ontem, no jogo contra o Fluminense, tudo podia acontecer, como sempre é no futebol. Enfrentaríamos o então vice-líder do Brasileiro, que se perdesse, ficaria mais longe da ponta e se o Cruzeiro vencesse, permitiria o afastamento do atual campeão que é o seu rival.

Mas como a maioria inteligente da torcida queria, o Cruzeiro buscou a vitória, teve raça como a muitos jogos não víamos e o time se entregou em campo.

Entretanto, como dizem os pessimistas de plantão: “preferia ter jogado mal e vencido, como foi contra o Bahia, a ter jogado bem e só empatado contra o Fluminense, mesmo jogando bem”. Ok, meus caros pessimistas. Vocês tem o direito de pensar como quiserem, mas uma coisa é exata: se o Cruzeiro tivesse jogado contra o Fluminense como jogou contra o Bahia, teríamos levado uma sacolada em casa.

A ciência exata para o resultado do Cruzeiro, mesmo jogando bem e tendo empatado é simples: empatou porque o Fluminense tem melhor qualidade técnica e ponto final.

O grupo do Fluminense é formado por grandes nomes e uma grande folha salarial. O Cruzeiro vem sendo montado durante o campeonato, mesmo com bons nomes, ainda fica bem aquém do grupo do Fluminense. Às vezes, raça apenas não é o suficiente, mas ela ajuda muito quando a qualidade técnica não existe, resultando o que vimos no que deu ontem.

Se estou satisfeita com o resultado de ontem? Claro! Melhor seria só com a vitória mesmo (óbvio), mas a raça que não vinha mostrando antes muda todo o panorama até então.

Vocês se lembram que o Cruzeiro é freguês do Fluminense nos últimos anos? Desde 2004, temos 28,07% contra os cariocas, com 11 derrotas, 4 empates e 4 vitórias. O time descrente como estava empatando com um carrasco? Repito: melhor só a vitória.

Enfatizo que não fico satisfeita com o empate, queria a vitória, mas satisfeita pelo que apresentamos que não víamos mais. Falta pouco pra entrar em forma, o pouco pode ser 2 jogos, ou 10 jogos, mas o importante é ver que ontem deu pra perceber que ainda entraremos em forma.

Mas precisamos qualificar o nosso lado técnico. Muitos – inclusive eu – ficaram irritados com o extremo cai-cai do WP, mas pra ele sair, deveria entrar alguém melhor, assim como com o Fabinho. Muitos pediram o Wallyson, já eu queria… não sabia o que queria. Deu no que deu.

Com o Everton tenho o mesmo pensamento. Se ele saísse, quem entraria no lugar dele?

As falhas ontem foram inevitáveis pela qualidade técnica que falta ao elenco, mas ao menos raça e entrega não faltou. Agora outra pergunta: o que podemos pedir a mais no momento?

A qualidade técnica só vem com grandes reforços. Qual lateral podemos buscar? Se o Borges machucar mais vezes, quem pode contratar pra deixar o ataque em um bom nível?

Lembrando como está o caixa do clube e os jogadores disponíveis no mercado, cabe à diretoria quebrar a cabeça nessas horas e à torcida cornetar menos para apoiar mais.

E é, como sem dinheiro fica difícil fazer as coisas, a torcida bem que podia aderir mais ao sócio do futebol, não?

Mas que o Cruzeiro continue assim! Ao infinito e além!

Siga a colunista no twitter: @LucianaBois

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s