Cruzeiro, como acreditar em uma reação?

Não dá mais. Enchi a bola do time o quanto que dava, esperei, não pedi a cabeça de ninguém enquanto dava também.

Mas agora não dá mais.

Eu nunca desistirei do Cruzeiro. Sua história tem muitas paginas heróicas que nunca vão deixar que essa minha paixão acabe.

Mas têm que ser feito algo logo.

Não é questão de Zezés, Cucas ou Paranás largarem o osso mais, mas é alguém querer e saber usar bem esse osso. Pode ser José, Patrícia, Antônio, Walter, Adilson qualquer pessoas que tenha RG no mundo, mas que saiba fazer esse time ser o Cruzeiro de verdade.

Isso nem é questão de ser imediata, mas de ser “pra ontem”.

Já começo a imaginar que a Libertadores e o vice do ano passado foi tudo obra do acaso.

Foram 8 jogos desde a decadência, com uma vitória, quatro derrotas e três empates. Como vou acreditar em uma reação se a cada ponto perdido vem um discurso que precisa mudar, mas de fato, nada muda?

Isso não é questão mais de falta de sorte. Nenhuma “falta de sorte” no mundo é tanta que suporte 8 jogos ruins… Sim, a competência está em cheque há muito tempo.

Só queria que o Cruzeiro voltasse a jogar bola, fazer o que (acho que) sabiam. Se pra isso é necessário que mexam em qualquer estrutura que for, que contratem, troquem, joguem, QUEIRAM. Já não temos mais tempo – e pontos – a perder.

Mas e ai Cruzeiro, vai fazer nada? Podemos acreditar numa reação de verdade?

Luciana

Anúncios

CM’11 Cruzeiro 3 x 2 América-MG

Jogão!!! Só isso que posso falar sobre o jogo entre Cruzeiro e América! Esse, para mim, pode começar a ser considerado o verdadeiro Clássico de Minas Gerais.

Foi emoção do começo ao fim. O América foi um adversário valente, que vendeu caríssimo a derrota.

Lancepress

O primeiro tempo foi caracterizado pela alta velocidade do time azul, porém não muito produtiva, e pela ousadia do time americano que foi lá, “espetou” um gol com Leandro Ferreira,  e ainda chegou umas duas vezes com perigo à meta cruzeirense. Nossos zagueiros, Léo e Gil pareciam estar desentrosados, nervosos, assim como Leandro Guerreiro. Henrique e Victorino fizeram muita falta até então.

O Cruzeiro sentiu o Gol e o América marcava muito forte, não dando muita liberdade para os jogadores azuis. O Coelho ia para o ataque com muita consciência, enquanto os cruzeirenses ainda estavam perdidos na partida…

Porém, o Cruzeiro foi  crescendo de produção e apertando o América, que depois do gol, recuou um pouco. Foi quando, aos 41 minutos, saiu o gol de empate dos pés de Thiago Ribeiro, após cruzamento do guerreiro Montillo.

No segundo tempo o Cruzeiro voltou mais concentrado, menos nervoso, e logo aos 4 minutos o zagueiro Léo virou o placar, depois de um cruzamento de Roger, que rebateu no zagueiro americano e voltou em seus pés. Ele só teve o trabalho de empurrar a bola para as redes. Como mineiro e cruzeirense que é, Léo comemorou muito. A Nação Cruzeirense vibrou, mas não por muito tempo, porque 2 minutos depois, o Coelho empatou, novamente com Leandro Ferreira.

A essa altura o torcedor cruzeirense estava apreensivo, imaginando o que iria acontecer, e que talvez fosse bom até um empate…

A partir daí, os treinadores fizeram substituições. Do lado Cruzeirense, Cuca promoveu a entrada de WP e Everton, no lugar de Roger e Gilberto, que não estava bem no jogo na minha opinião. Mais tarde, Cuca entraria com Ortigoza no lugar de Thiago Ribeiro, que parece ter sentido uma pequena contusão, passando a jogar com 3 atacantes.

Aos 39 minutos, Montillo puxou um contra-ataque e tabela com Wallyson, que lhe devolve a bola, de cruzamento, para que faça o terceiro gol. Era o da virada: Cruzeiro 3 x 2 América. E assim foi até o final, sendo que o Cruzeiro teve chances de ampliar o placar.

A torcida, que inicialmente estava meio parada, logo depois do segundo gol passou a participar mais, a cantar e a jogar junto com o Maior de Minas, até a virada!

Foi um jogo em que qualquer das duas equipes que ganhasse, seria justo. O América foi valente, e o Cruzeiro, apesar de no começo estar mal, fez valer toda a sua experiência e qualidade.

Wallysson, hoje, apesar do cruzamento  para o Montillo no último gol, estava apagado, e parecia desconcentrado! WP, para variar, não contribuiu em nada e no final ainda fez o seu marketing durante a entrevista em campo…

Mas valeu, Zeirão! O que importa é a vitória,  são os famosos 3 pontos.

Espero que no Paraguai, contra o Guarani pela Libertadores, todos os jogadores estejam mais ligados, mais concentrados.

#ForçaSantino

Quero deixar aqui uma singela homenagem ao nosso Guerreiro Montillo, que, mesmo com o filho hospitalizado, estava em campo, se dedicando, dando o seu melhor, e ainda foi premiado com um gol para dedicar à criança. A nação azul está contigo, Montillo! Pode ter certeza que  nossas orações e bons sentimentos estão direcionados a teu filho. Você demonstrou o que é profissionalismo, o que é honrar o clube que lhe dá o pão de cada dia! Não é qualquer um que agiria como você! Você é simplesmente sensacional!

Valeu, Zeiro! Força Montillo, Força Santino!!! Vida de guerreiro é assim mesmo!

Saudações azuis!!!!!!!!!!

Simone

CM’11 Cruzeiro x América-MG

Hoje o Cruzeiro enfrenta um clássico pelo campeonato mineiro contra o América-MG, que vêm de uma derrota para o xará de Teófilo Otoni.

O Cruzeiro, líder absoluto nas duas competições em que participa, tem 3 pontos de vantagem sobre o Mequinha, e mesmo se sair derrotado hoje, continuará a frente do conterrâneo de BH na tabela, já que os critérios de desempate beneficiam muito o Cruzeiro (saldo de gols: 16 x 7) ou só uma catástrofe mudaria isso tudo.

Mas perder para o América implica uma possível ultrapassagem do Galinho sobre o Cruzeiro, caso (caso!) ganhe a partida que terá a mais. E o América ainda não está matematicamente classificado para a semi-final da competição, logo não medirá esforços para o bom resultado.

O jogo será em Varginha e a expectativa para o tal é tamanha que vão torcedores de vários times diferentes só para ver o Cruzeiro jogar (aqui no sul de Minas é difícil achar torcedor do América, né! E pela proximidade com São Paulo, há muita influência de lá…).

Cruzeiro, favor não decepcionar!


Mesmo com a viagem programada para o Paraguai nessa semana, Cuca lança a campo seus melhores jogadores. Montillo e Leo recuperados, provavelmente começarão o jogo em campo. Como mostrou nos treinamentos, Wellington Paulista provavelmente começara o jogo esquentando o banco (Uhhhulll \o/).

Apesar de achar arriscado não ter um centroavante em campo, Wallyson e Thiago Ribeiro estão em excelente fase e se cumprirem o revezamento de cada hora um entrar mais pra área, certamente sairá um bom resultado. E acho melhor os dois, do que com o Wellington Paulista em campo (já que o Cuca não gosta do Farías).

Leandro Guerreiro será o titular também, já que Fabrício ainda não possui condições de jogo e Henrique esta servindo à seleção.

Provável Cruzeiro: Fábio; Pablo, Gil, Léo e Gilberto; Leandro Guerreiro, Marquinhos Paraná, Roger e Montillo; Thiago Ribeiro e Wallyson.

Provável América: Flávio; Marcos Rocha (Sheslon), Otávio, Gabriel e Jean Batista (Rodrigo); Dudu, Leandro Ferreira, Nando, Irênio e Netinho; Luciano e Fábio Júnior.

Um atrativo a parte do jogo será o confronto entre a melhor defesa do campeonato contra o artilheiro da competição. Bora parar o Fábio Júnior, ein!

Simbora Cruzeiro!